sexta-feira, 24 de junho de 2016

Sozinha

Me pesei essa semana depois de anos(sim, de anos) sem subir em uma balança, acusou aquele número que eu imaginava, 70 kgs. Eu já esperava por isso, mas queria que fosse menos, mas sei que ultimamente não tô conseguindo controlar minha alimentação, então não posso reclamar, é resultado das minhas ações, se tivesse controlado essa mente fudida, teria sido melhor.

Essa semana dancei em um festival de dança que acontece aqui na minha cidade, sempre quando participo desse tipo de coisa, eu me sinto uma pessoa fora de padrão, sem o corpo ideal, sem o talento necessário, não me acho bonita, minha auto estima que já não é lá essas coisas, vai mais lá embaixo ainda, mas o que sinceramente me deixa mais triste, é que eu sempre tô sozinha, eu vejo meus amigos com família, namorados e outros amigos e eu nunca tenho ninguém, sempre tô sozinha, porque nunca ninguém se deu ao trabalho de ir assistir, eu finjo que não ligo para esse tipo de coisa, mas por dentro estou em prantos.

E gente eu queria falar uma coisa e de uma certa forma, corrigi algo que eu percebi que passei a impressão errada. É claro que eu fico extremamente triste por não estar com a pessoa que eu gosto, é claro que eu fico triste em saber que ele está com outra pessoa, é claro que eu fico triste por saber que eu não posso mais tá com ele, quando cada parte de mim sente falta dele, mas gente ele não é o eixo da minha vida, ele não é minha razão de viver e respirar, ele não é o único motivo pelo qual eu me sinto triste, ele não é o motivo pelo qual eu penso em me suicidar, ele não é o único problema que existe na minha vida, talvez seja no momento a coisa que me deixe mais triste, mas não é o meu único problema, ah se fosse, seria mais fácil de resolver, porque amar, um dia a gente ama e no outro não, tenho problemas muito mais antigos e muito mais profundo do que um pé na bunda. Notei isso com o meu último post, quando nem foi algo tão somente sobre ele e a maioria dos comentários de vocês foram relacionados a ele.

Enfim, me sinto sozinha, penso que não sou importante para ninguém e sinceramente, sei que não sou mesmo, o pior de tudo, é que eu sei disso. Não posso reclamar disso, sou uma pessoa extremamente fechada e que passa a impressão de ser auto suficiente, porque não quero que ninguém conheça esse meu interior  fracassado e sempre que deixo alguém entrar um pouquinho, sempre acabo me decepcionando, então talvez seja mais fácil fingir que sou forte e que sou feliz.

Mas não com vocês...

8 comentários:

  1. É horrível constatar um fato que já "quase sabemos" o peso! Digo isto, pois estava na mesma situação, não subia na balança um tempão, mais não real já sabia mais ou menos que tinha engordado, e o pior é saber que somos a únicas culpadas. Mais o fato é: Sabemos, agora vamos fazer algo? E aí linda vamos? Estou aqui com você!
    Sei também que nossas vidas não se resume somente em perder peso, blogger e afins. Temos uma vida, "real" tão cruel.

    Sim, se sentir sozinha é algo horrível, mais é mais comum que se possa imagina neste mundo tão "interligado" e ao mesmo tempo não!
    Sei que gostaria que estivessem na sua apresentações pessoas que realmente se importa com você! Mais digo, que nem sempre acontece da maneira que desejamos, eu me sinto sozinha diversas vezes, mesmo tendo várias pessoas ou meu redor, mesmo conversando muito, saber... é algo a mais que gostaria, não somente a presença. Mais no fundo eu também fingo que já me acostumei, sendo que muitas vezes choro por isto! Mais realmente em outros momentos, eu sinto que estou bem assim. Por isso gosto de está sempre aqui, é um lugar bom para trocar experiências, vê/ler experiências vividas por muitas. As vezes nos fortalece mais ainda. E os comentários nos anima, mesmos as vezes não sendo tão direcionado para o que estamos sentindo.

    Linda Clara, sim! Digo novamente você tem sua beleza, não o padrão que muitos impõe ou que você gostaria de ter. Mas o simples fato de você participar de um festival de dança em sua cidade, é porque você tem talento e é bonita de alguma forma.

    Vamos lá Clara, não deixei-se derrotar. Lute pelo que você deseja.
    Estarei aqui. Vamos juntas?
    Fácil não é! Mais digo que não é impossível.

    p.s. curiosidade qual é sua altura? Responda se desejar!

    Beijos!
    Lia* ♥ ♥

    ResponderExcluir
  2. É dificil ver a balança subir e não ter forças para recomeçar, mas tenho certeza que se voce se esforçar só um pouquinho vai conseguir, vai diminuindo aos poucos e logo vera resultados.
    E não se entristeça tudo vai dar certo e no momento certo encontrara a felicidade que tanto deseja.

    ResponderExcluir
  3. eh tristeneh ver esse peso, porém o use em seu favor.. vença-a na proxima vez q subir nela,autocontrole eh tudo e vc eh capaz!! <3

    ResponderExcluir
  4. Oi, Clara! ♥
    Eu sei, e acho que você sabe também, que seu peso não é o maior problema nesse momento, não é?
    Há muitos sentimentos envolvidos, muitas tristezas, problemas de autoestima... O peso e o corpo acabam por ser apenas parte disso, e quem sabe se não um reflexo.
    Uma coisa que percebi pelas suas palavras, é que você tem um autoconhecimento muito grande! Isso é incrível, porque a maioria das pessoas não é capaz de olhar pra dentro de si, de descobrir coisas sobre si mesmas, e é isso que acaba por levá-las a uma vida infeliz. Ok, mas só o autoconhecimento não basta, concorda? Então tente usar isso a seu favor. O que você sabe sobre si mesma te dá poder, poder pra mudar, poder pra fazer escolhas, enfim... Poder.
    Você pode ter a vida que sonhou, concentre-se nisso.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Também sou assim, as vezes até acredito na minha mentira da autosuficiência, o que sempre foi minha meta aliás. Meu maior desejo não é nem ser amada/aplaudida/invejada/ganhar atenção e confete, é conseguir não me importar, sem sentir o aperto na garganta, sem lágrimas nos olhos. Como eu seria feliz, como seria mais fácil.
    Olha, acho que você já faz muito por conseguir ir nesse festival, você não só deve dançar(o que já seria uma vitória ao meu ver que nem coragem tenho de ir na esquina voltar a fazer aula), como ainda deve dançar bem!!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Tudo bem com vc?
    Quero que vc tenha certeza que é importante pra todas nós aqui do blog e, se morassemos no mesmo estado, eu iria sim ver sua apresentação de dança e te aplaudir de pé, afinal, vc merece!!!
    Obrigada pelo carinho lá no meu blog.
    Volte sempre!
    www.venenosdepelucia..blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, primeira vez aqui no seu blog
    Só de você se pesar e já saber o quanto estava pesando mostra seu auto conhecimento e isso é extremamente importante para ter/criar um bom auto controle.
    Você está certa no seu post, podemos amar muito uma pessoa mas ela nunca será o sol. Quando terminei um namoro foi quando comecei a entrar no remédio para depressão, achei que era por causa dele, que ele era meu tudo e que não tinha mais nada mas ignorei o fato dos meus psicologos já terem falado 1,2,3,4 vezes que eu precisava tomar remédio bem antes de terminarmos mas eu não queria saber. A dor de perder um amor é forte demais mas a dor relacionada consigo mesma é pior, é constante, é duradoura e às vezes até para sempre. É foda.
    Enfim, desculpa o desabafo haha!
    Beijos e força!

    ResponderExcluir
  8. oi Clara so passei para dizer que estou de volta :)

    ResponderExcluir